Escolha um veículo

Dia-a-Dia Duvel

Fique por dentro sobre tudo que acontece na Duvel: notícias, promoções ações e muito mais.

  • Home
  • Dia-a-Dia Duvel

Ecosport e Ranger ganham terreno na Europa e Ford cresce no mercado

publicado em 04/05/2016

A Ford anunciou seus resultados na Europa com o melhor primeiro trimestre de vendas dos últimos anos. O utilitário esportivo EcoSport e a Nova Ranger contribuíram para a marca atingir o seu melhor desempenho geral de vendas desde 2010 no mercado europeu, que incluiu também o crescimento em veículos comerciais e esportivos. No total, a marca vendeu 401.200 veículos no continente – 8,4% mais que no ano passado e 3 pontos porcentuais à frente da indústria, mantendo a vice-liderança do mercado.

O EcoSport teve um crescimento de 50% no trimestre comparado ao ano passado. A Nova Ranger, lançada na atual versão no início do ano, teve um crescimento de 24% no período e registrou o melhor primeiro trimestre desde 1998. Com esse resultado, tornou-se a picape mais vendida da Europa.

"Há uma grande empolgação com a Ford na Europa, com a nossa crescente linha de utilitários esportivos, os novos Mustang e Focus RS e veículos comerciais que estão encontrando grande aceitação entre os consumidores da região", diz Roelant de Waard, vice-presidente de Marketing, Vendas e Serviço da Ford Europa.

Matéria originalmente publicada em: Ford Media

Comentar 40 Visualização(ões)

Alumínio reciclado na produção da Nova Ford F-150 equivale a 30 mil carrocerias mensais

publicado em 02/05/2016

A Ford acaba de divulgar um resultado significativo na área de sustentabilidade: a reciclagem de mais de 9 mil toneladas de sucata de alumínio todos os meses na unidade de estamparia em Dearborn, EUA, que produz peças para a nova picape F-150, veículo líder de vendas nos Estados Unidos. Para medir o significado dessa operação, a quantidade de material reciclado seria suficiente para produzir nada menos que 30 mil carrocerias da picape.

As fábricas da Ford em Dearborn e Kansas City, nos Estados Unidos,  criaram um painel representativo desse marco. A opção da Ford pelo uso de alumínio de alta resistência em vez de aço na fabricação de novos veículos é a melhor forma de reduzir o consumo de energia e as emissões de carbono, segundo o Oak Ridge National Lab, maior e mais importante laboratório de ciência e energia dos Estados Unidos.

O alumínio reciclado evita 95% das emissões de gases de efeito estufa associadas com a produção de alumínio primário. O processo reduz significativamente o consumo de energia e água, outra razão pela qual a Ford F-150 conquistou o título de picape grande mais “verde” do mercado norte-americano – considerando as emissões de carbono durante todo o ciclo de vida – pelo instituto especializado Automotive Science Group.

A Ford F-150 é a única picape no  mundo a ter carroceria em liga de alumínio de nível militar, aliada a um chassi de aço de alta resistência, que torna o veículo 300 kg mais leve em relação aos modelos convencionais. Essa redução de peso permite uma capacidade adicional de 240 kg de carga e também dá à linha os melhores índices de economia de combustível da categoria.

Matéria originalmente publicada em: Ford Media

Comentar 14 Visualização(ões)

Rangers com R$ 10.000 de desconto

publicado em 28/04/2016

Separamos ofertas incríveis na Ford Ranger para você. Passe em uma Duvel mais próxima de você e aproveite!

Comentar 19 Visualização(ões)

Ford lança tecnologia de controle inteligente de velocidade

publicado em 25/04/2016

A Ford Europa apresentou uma tecnologia inteligente de controle de velocidade que estará disponível na nova geração do Edge no mercado europeu. O objetivo desse novo recurso é auxiliar o motorista a trafegar nas condições regulamentadas das vias públicas, evitando acidentes e multas por infração no trânsito.

O funcionamento pode ser visto neste vídeo. Ele é composto por um sistema de câmeras que identifica os sinais de trânsito e ajusta a velocidade do veículo. Como no Brasil e vários países do mundo, o aumento do uso de câmeras é uma realidade. E bastam alguns segundos de distração e acidentes podem acontecer, ou pesadas multas de velocidade com pontuação ao motorista.

Aceitação

A Ford introduziu o limitador inteligente de velocidade na Europa pela primeira vez no ano passado, no S-MAX e Galaxy. Desde então, 95% dos compradores desses modelos têm optado pelo equipamento.

“O motorista nem sempre está atento à velocidade e, às vezes, só se dá conta quando vê o flash da câmera, recebe a multa pelo correio ou é parado por um policial”, diz Stephan Kappes, supervisor de segurança ativa da Ford Europa. “O limitador inteligente de velocidade tira esse estresse da direção e ajuda o motorista a se manter dentro do limite legal”.

O novo limitador inteligente de velocidade combina duas tecnologias da Ford: o limitador de velocidade ajustável, que permite configurar manualmente a velocidade máxima; e o reconhecimento de placas de trânsito, que mostra no painel o último limite de velocidade detectado e sinais como proibições de ultrapassagem e conversões.

O equipamento é acionado por controles no volante e pode ajustar automaticamente a velocidade do veículo ao limite local. Nos modelos equipados com navegação, também usa os dados do mapa para aumentar a precisão. O sistema monitora os sinais de trânsito por uma câmera montada no para-brisa e desacelera o carro automaticamente quando um limite de velocidade menor é identificado. Quando o limite aumenta, permite novamente a aceleração.

Tendência global

A rede de polícia de trânsito europeia, TISPOL, promove este mês a semana de controle de velocidade, que no ano passado resultou em mais de 540 mil autuações em 27 países. A França programa instalar mais 500 câmeras até 2018 e no Reino Unido o comitê parlamentar de transportes quer ampliar o uso de radares para medir a velocidade média dos veículos em trechos das estradas.

As multas de trânsito na Finlândia, Reino Unido, Bélgica, França, Noruega e Portugal estão entre as mais altas no mundo. Em Portugal, por exemplo, podem chegar a 2.459 euros e na Finlândia não há limite máximo.

Matéria originalmente publicada em: Ford Media 

Comentar 61 Visualização(ões)

Ford inicia projeto megaprojeto de transformação da sua sede mundial

publicado em 22/04/2016

A Ford inicia este mês o megaprojeto de renovação da sua sede mundial em Dearborn, nos EUA, que vai revolucionar as instalações e criar um ambiente moderno, sustentável e de alta tecnologia para promover a inovação. A mudança faz parte da transformação da Ford em uma empresa de automóveis e de mobilidade.

As obras de reconstrução e modernização devem durar 10 anos, abrangendo cerca de 700 mil metros quadrados. Os 30.000 empregados que ocupam os 70 edifícios atuais serão remanejados em duas grandes áreas: de produto e corporativa, como mostra este vídeo.

O atual Centro de Pesquisa e Engenharia da Ford, inaugurado em 1953, hoje com 12.000 empregados, vai abrigar o dobro de pessoas. Suas instalações terão conectividade sem fio até 10 vezes mais rápida que a atual, espaços de trabalho para promover a colaboração e inovação. Uma área verde central vai interligar os prédios com trilhas para caminhadas, ciclovias e passarelas cobertas.

O campus servirá também como piloto para teste de soluções de mobilidade inteligentes, como veículos autônomos, ônibus sob demanda e bicicletas elétricas para o transporte dos empregados. A segunda área – ao redor da atual sede – terá uma nova instalação da Ford Credit, novos serviços para empregados, estacionamento coberto e espaços de recreação com campos de futebol e softball.

"Na medida em que nos transformamos em uma empresa de automóveis e de mobilidade, estamos investindo em nosso pessoal e ferramentas para atingir essa visão", diz Mark Fields, presidente da Ford. "Reunir os nossos times em um ambiente aberto e colaborativo vai melhorar a vida dos empregados, agilizar a tomada de decisões e trazer resultados tanto para a nossa atividade central como para os novos negócios."

Trabalho colaborativo

"A renovação da fábrica do Rouge, concluída em 2003, criou um novo padrão de sustentabilidade e queremos fazer o mesmo em nossa sede, transformando-a em um complexo moderno e ambientalmente eficiente", diz Bill Ford, presidente do Conselho da Ford. "Além de melhorar a pegada ambiental de nossas instalações, o projeto cria um ambiente de trabalho vibrante para inspirar nossos empregados."

As áreas de trabalho colaborativas são uma característica básica no projeto de todo o complexo. Os empregados terão mais luz natural e opções de locais para realizar tarefas específicas, como mesas para trabalhar sentado ou em pé e cafeterias internas e externas com wi-fi. Haverá pelo menos uma sala de reunião para cada sete empregados, além de centros de ginástica e opções de refeições mais saudáveis.

Sustentabilidade do século 21

Os novos edifícios terão padrão máximo de eficiência ambiental, com iluminação e ventilação natural, novos sistemas de vidros, isolação e recuperação de calor que vão reduzir em cerca de 50% o consumo total de energia. Um sistema avançado de captação e limpeza de água da chuva contribuirá para diminuir significativamente o uso de água potável. As áreas verdes serão ampliadas com espécies nativas, uma passarela na copa das árvores e retenção natural de chuva.

Haverá ainda uma área de demonstração com balanço zero de resíduos, consumo de energia e de água, usando refrigeração e aquecimento geotérmico e energia solar renovável.

A nova sede foi projetada pelo SmithGroupJJR e inspirada em empresas de tecnologia e campus universitários. Ela incorpora os sete conceitos do WELL Building Standard, considerando como o ar, água, alimento, luz, condicionamento físico, conforto, saúde mental e emocional impacta os empregados. Os mesmos padrões serão aplicados futuramente na modernização dos demais escritórios globais da Ford.

Matéria originalmente publicada em: Ford Media 

Comentar 47 Visualização(ões)

Ford Filipinas mostra Ecosport versão ''black edition''

publicado em 20/04/2016

A Ford Filipinas apresentou o EcoSport “Black Edition” como atração no Salão internacional de Manila, um dos principais no continente asiático. Lançada em edição limitada, essa versão personalizada visa a atender uma parcela do público que deseja um utilitário esportivo "exclusivo", uma tendência muito apreciada pelos jovens asiáticos.

Assim como no Brasil, o EcoSport tem grande potencial de customização pela sua ampla linha de acessórios. Nos mercados da Ásia, o utilitário esportivo da Ford faz muito sucesso, especialmente com veículos bem equipados e itens de design diferenciado.

O EcoSport Black Edition, como diz o nome, se diferencia pela carroceria e acessórios na cor preta, combinando texturas e brilho para criar um visual marcante e sofisticado. Os faróis têm lentes escurecidas e as rodas são de liga leve. Ele vem equipado também com rack, aerofólio traseiro, pedais esportivos e soleiras iluminadas. Os itens de conforto incluem abertura elétrica do porta-malas, partida por botão, sensor de estacionamento traseiro e sistema de conectividade SYNC.

Ranger, Everest e Mustang

O EcoSport foi exibido ao lado da nova Ranger, do Everest, utilitário derivado dessa picape, e do Mustang. O estande da Ford ocupou a maior área do salão asiático. Estes e outros modelos fazem parte da proposta da marca de oferecer qualidade, sustentabilidade, segurança e tecnologias inovadoras em toda a linha de produtos.

"Estes lançamentos mostram a nossa disposição de continuar trazendo veículos de classe mundial para o mercado, dando novas opções de escolha para os consumidores", disse Lance Mosley, diretor da Ford Filipinas.

Matéria originalmente publicada: Ford Media

Comentar 56 Visualização(ões)

Ford Ecosport vence o prêmio de qualidade J.D Power na Índia

publicado em 18/04/2016

O Ford EcoSport foi apontado, pelo segundo ano consecutivo, como o utilitário esportivo com a melhor avaliação de qualidade no estudo do J.D. Power and Associates, um dos principais institutos dessa área no mundo. O prêmio é mais um reconhecimento ao veículo criado no Brasil, que hoje está presente em mais de 100 mercados globais.

Lançado na Índia em 2013, o EcoSport continua a definir o padrão dos utilitários esportivos compactos naquele mercado. O modelo já ultrapassou o marco de 200 mil unidades produzidas na fábrica de Chennai, de onde também é exportado para África do Sul, Taiwan e Austrália, entre outros países.

O conteúdo completo, o estilo moderno, a combinação de potência e economia de combustível, as tecnologias inteligentes, as características de segurança e a proposta de valor estão entre os pontos mais admirados pelos clientes e fãs do modelo na região. Por tudo isso, o Ford EcoSport é considerado um símbolo da transformação da Ford na Índia.

A pesquisa do J.D. Power é feita por um processo totalmente independente e financiado pela própria instituição, com resultados baseados nas opiniões de proprietários comprovados dos veículos. O objetivo do estudo é permitir às empresas tomar as decisões mais adequadas para implementar melhorias de qualidade nos produtos.

“Vencer o prêmio de Qualidade da J.D. Power pelo segundo ano consecutivo reforça o nosso compromisso de fornecer aos clientes os melhores produtos da categoria”, diz Anurag Mehrotra, diretor executivo de Marketing e Vendas da Ford Índia. 

Matéria originalmente publicada em: Ford Media 

Comentar 718 Visualização(ões)

Ford testa o Fusion autônomo em ruas totalmente escuras

publicado em 15/04/2016

A Ford deu um novo passo para a criação de veículos totalmente autônomos: testou um Ford Fusion Hybrid autônomo em pistas escuras do Campo de Provas do Arizona, nos EUA, como mostra este vídeo. Essa prova de direção cega é um desenvolvimento importante para demonstrar que, mesmo sem câmeras que dependem de luz, os sensores Ford LiDAR são capazes de conduzir o carro em estradas cheias de curvas junto com o software de direção virtual.

Segundo a Administração Nacional de Segurança do Trânsito dos EUA, o índice de fatalidade de ocupantes de veículos no período noturno é três vezes maior que durante o dia, o que revela a dificuldade dos motoristas em dirigir no escuro. O veículo autônomo conta com três tipos de sensores – radar, câmeras e LiDAR – e o ideal é ter todos funcionando.

“Graças ao LiDAR, os carros de teste não dependem da luz do sol nem de câmeras para detectar as faixas no asfalto”, diz Jim McBride, líder técnico de veículos autônomos da Ford. “De fato, o LiDAR permite que os veículos autônomos rodem tão bem no escuro como na luz do dia”.

Para navegar no escuro, os carros autônomos da Ford usam mapas 3D de alta resolução, complementados por marcações na pista e informações da geografia, topografia e referências locais como placas, prédios e árvores. O veículo usa os pulsos do sensor LiDAR para se localizar no mapa em tempo real, combinados com os dados do radar.

No teste no deserto, os engenheiros da Ford usaram óculos de visão noturna para monitorar o Fusion por dentro e por fora. Essa ferramenta permitiu observar o funcionamento do sensor LiDAR na forma de raios laser infravermelhos projetados em volta do veículo durante o trajeto. Os sensores LiDAR geram 2,8 milhões de pulsos de laser por segundo para fazer uma varredura precisa do ambiente.

“Dentro do carro eu sentia que ele se movia, mas quando olhei pela janela só via escuridão”, descreve Wayne Williams, pesquisador e engenheiro da Ford. “Quando viajei no banco de trás, monitorei o avanço do carro em tempo real pelo computador. Com certeza, ele se comportou de forma precisa na pista cheia de curvas”.

Depois de mais de uma década de pesquisas com veículos autônomos, a Ford busca a direção totalmente autônoma, definida pela SAE International como Nível 4, que não requer a intervenção de um motorista para assumir o controle do veículo.

Este ano, a Ford vai triplicar a sua frota de veículos autônomos de teste, com cerca de 30 Fusion Hybrid rodando em ruas da Califórnia, Arizona e Michigan, nos EUA. Esses desenvolvimentos são chaves no plano Ford Smart Mobility, que a empresa desenvolve para ser líder em conectividade, mobilidade, veículos autônomos, experiência do consumidor e análise de dados.

Matéria originalmente publicada em: Ford Media

 

Comentar 698 Visualização(ões)

Nova Ford Ranger chega ao mercado brasileiro nas versões Flex e Diesel

publicado em 11/04/2016

A Ford reuniu a imprensa latino-americana para o lançamento da Nova Ranger 2017, como parte de um investimento de 220 milhões de dólares na região. Disponível nas versões flex e diesel de última geração e com cinco anos de garantia, inédita no segmento, a nova picape foi apresentada na cidade argentina de Puerto Iguazu, na província de Misiones, na fronteira com o Brasil.

As versões flex, com motor 2.5, têm preços de R$99.500 a R$109.500. Os modelos diesel têm as opções de motorização 2.2 ou 3.2, com preço a partir de R$129.900 até R$179.900, na topo de linha, com itens exclusivos de tecnologia.

A Nova Ranger 2017 é a primeira picape do Brasil a oferecer cinco anos de garantia. Traz ainda um novo plano de manutenção anual com preço fixo que a coloca como a picape média de melhor custo-benefício. Dispõe dos catálogos de acabamento XLS, XLT e Limited e destaca-se pelo aprimoramento no design externo, novo interior e conjunto avançado de segurança.

Venda especial

Como oferta especial de lançamento da Nova Ranger, a Ford criou duas ações diferenciadas. No programa de pré-venda exclusivo, os proprietários da Ranger de ano-modelo 2013 a 2016 podem adquirir a nova picape com desconto de 11%. As reservas podem ser feitas nos Distribuidores Ford a partir de 9 de abril, para entrega a partir de maio. A cota inicial disponível para este programa é de 350 unidades, sujeito à disponibilidade. A compra inclui uma cláusula de inalienabilidade pelo prazo de seis meses e outra exigência é que a transferência do carro usado tenha sido realizada até o dia 8 de abril de 2016.

Outra opção é o Plano Sazonal Ranger, criado para atender principalmente as necessidades dos produtores rurais. Ele é válido para as versões diesel da Nova Ranger, com pagamentos semestrais em três anos e taxa de 6% ao ano, mais entrada de 54%.

Tecnologias exclusivas

Todos os modelos da Nova Ranger vêm de série com sete airbags, rodas de liga leve, faróis de neblina, computador de bordo, piloto automático, sistema Isofix para cadeiras infantis e sistema Advance Trac – com controle eletrônico de estabilidade, controle eletrônico de tração, assistente de partida em rampa, controle eletrônico anticapotamento, controle adaptativo de carga e assistência de frenagem de emergência.

Também é a primeira do segmento com direção elétrica, que reduz o esforço em manobras e aumenta a firmeza na estrada. As versões diesel trazem ainda controle automático de descida, diferencial traseiro blocante, protetor de cárter e protetor do tanque de combustível.

A versão XLT incrementa o visual com estribos laterais, santantônio tubular e vários itens cromados – grade do radiador, grade do para-lama, faróis, capas dos retrovisores, maçanetas e para-choque traseiro. Acrescenta também ar-condicionado automático e digital com controle individual para o motorista e passageiro, bancos e volante revestidos em couro, sensor de estacionamento traseiro, monitoramento de pressão dos pneus e chave programável MyKey.

A topo de linha Limited vem recheada de tecnologias exclusivas. Tem piloto automático adaptativo, alerta de colisão, sistema de permanência em faixa, farol alto automático e sistema de personalização da luz ambiente em sete cores, além de santantônio com desenho exclusivo, rodas aro 18, bagageiro de teto, protetor de caçamba e capota marítima.

Conectividade

A linha também vem de série com sistema de conectividade SYNC, com CD/MP3-player, entrada USB/iPod, Bluetooth, comandos de voz para áudio e telefone, comandos de áudio no volante e Assistência de Emergência, que faz uma ligação automática para o SAMU, através de um celular pareado, em caso de acidente com acionamento dos airbags ou corte de combustível.

A tela é de 4,2 polegadas na versão XLS e de 8 polegadas para a XLT e Limited, que incluem também navegação e duas telas de 4 polegadas no painel de instrumentos que podem ser configuradas pelo motorista.

Eficiência todo-terreno

A Nova Ranger traz aprimoramentos que tornam ainda melhor o seu conhecido desempenho em qualquer terreno, com capacidade de carga de 1 tonelada. Nos dois motores Diesel, 3.2 e 2.2, os avanços incluem bicos injetores piezoelétricos e novos turbocompressores, para aumentar a eficiência e economia.

O motor Duratorq 3.2 TDCi, de cinco cilindros, continua a ser o mais forte da categoria, com 200 cv e 470 Nm. O Duratorq 2.2 TDCi aumentou a potência para 160 cv e o torque para 385 Nm. O Duratec 2.5 Flex, de 173/168 cv, traz sistema eletrônico de partida Ford Easy Start, que dispensa o tanquinho auxiliar de gasolina.

Todas as versões diesel vêm com tração 4x4 nas opções normal (High) e reduzida (Low), diferencial traseiro blocante, que aumenta a capacidade de vencer obstáculos.

Imponente e refinada

O visual da Nova Ranger ficou mais moderno e imponente, com grade dianteira trapezoidal – assinatura da linha global Ford –, capô esculpido com novos vincos e faróis com projetores.

O interior cria um ambiente moderno e confortável, com materiais de qualidade especialmente selecionados em função das características de durabilidade e estilo da nova picape. As novidades incluem também o painel em formato de barra horizontal e o volante, de estrutura forte e excelente empunhadura. Os bancos têm um desenho que privilegia o conforto, com comandos elétricos em oito posições na versão Limited.

Projeto global

A nova picape é resultado de um projeto global que reuniu a experiência de engenharia da Ford e a rodagem de mais de 1 milhão de quilômetros de testes nos mais diversos tipos de terreno em diferentes regiões do mundo. Além da América do Sul, a linha hoje é produzida na Índia, África do Sul, China e Tailândia para mais de 180 mercados mundiais.

“A Nova Ranger é um divisor de águas, um produto evoluído e completo”, diz Guy Rodriguez, diretor de Marketing, Vendas e Serviços. “Ela foi desenvolvida para ser a picape média mais forte, robusta, capaz e confiável do segmento, com os atributos que o consumidor quer em termos de segurança, dirigibilidade, conforto e tecnologia.”

Matéria originalmente publicada em: Ford Media

Comentar 695 Visualização(ões)

Ford entrega prêmio global de ação social para distribuidor brasileiro

publicado em 08/04/2016

A Ford homenageou seus distribuidores mundiais com o prêmio “Salute to Dealers”, em reconhecimento aos que mais se destacaram durante o ano com a realização de ações sociais nas comunidades onde operam. O brasileiro Renato Costa, titular da Forauto Veículos, de Criciúma, SC, foi um dos seis vencedores selecionados entre os mais de 10.000 distribuidores da marca em todo o mundo. A premiação realizada em Las Vegas, nos EUA, foi presidida por Edsel B. Ford II, membro do Conselho da empresa e bisneto de Henry Ford.

Filho de Rubens Costa, que entrou no ramo automotivo há 50 anos, em Criciúma, SC, Renato comanda atualmente o sucesso da Forauto no mercado. A família tradicionalmente desenvolve ações sociais, incluindo contribuição filantrópica e dedicação pessoal ao asilo São Vicente de Paula e apoio ao projeto Bairro da Juventude, com suporte psicossocial a mais de 1.500 crianças, adolescentes e suas famílias.

As ações realizadas pelos Distribuidores Ford abrangem diferentes causas, desde assistência a crianças, ações ambientais, de educação, saúde, parques e serviços municipais até ajuda a desabrigados em desastres naturais. O atendimento a crianças está no topo da lista, com doações de 91% dos distribuidores, seguido por ações de educação e bolsas de estudo, apoiadas por 71% dos distribuidores. O prêmio foi criado em 2001 para demonstrar o compromisso da Ford com seus distribuidores que vão além dos negócios para fazer a diferença na comunidade.

“Estou maravilhado com a dedicação de nossos homenageados, que dedicam incontáveis horas e recursos para melhorar a vida de suas comunidades”, disse Edsel B. Ford II, presidente do programa Salute to Dealers. Este ano, Edsel B. Ford II e mais três juízes selecionaram os vencedores de um total de 80 indicados dos Estados Unidos, Canadá, Brasil, Europa, Ásia Pacífico, Caribe, México, América Central, África e Oriente Médio. Como parte do prêmio, a Ford doou US$ 10.000 para a instituição de caridade escolhida por cada um dos participantes.

Os vencedores receberam também um quadro pintado com o seu retrato e imagens alusivas às ações que levaram ao prêmio. Réplicas dos quadros ficarão expostas em uma área especial na sede da Ford em Dearborn, nos EUA.

Matéria originalmente publicada em: Ford Media

Comentar 708 Visualização(ões)

Duvel noYoutube

Acompanhe e fique ligado no canal da Duvel no YouTube.

Questionário QCP

Qualidade, Compromisso e Participação. Participe e concorra a um New Fiesta Hatch 0km. Sua opinião é muito importante para a melhoria contínua de nossos produtos e serviços.

Mais informações

Agende sua revisão

Nossas oficinas possuem modernos equipamentos e profissionais capacitados. Agende agora sua revisão por e-mail ou pelo telefone (98) 2108-3000.

Mais informações